TSH ULTRA SENSÍVEL

Código: S4Y4JZ6NR
2x de R$ 11,00
R$ 22,00
Comprar Estoque: Disponível
    • 1x de R$ 22,00 sem juros
    • 2x de R$ 11,00 sem juros
  • R$ 22,00 Boleto Bancário
* Este prazo de entrega está considerando a disponibilidade do produto + prazo de entrega.

O TSH é, com frequência, o teste de escolha para avaliar a função tireoidiana ou sintomas de hipertireoidismo ou hipotireoidismo. Geralmente ele é solicitado em conjunto ou precedendo um teste T4. Outros exames da tireoide podem ser pedidos, incluindo um teste T3 e anticorpos antitireoidianos (se há suspeita de doença tireoidiana autoimune).

O teste TSH é utilizado para:

  • diagnosticar um distúrbio da tireoide em uma pessoa com sintomas,
  • triagem de recém-nascidos para uma disfunção da tireoide,
  • monitorar a terapia de reposição de hormônio tireoidiano em pessoas com hipotireoidismo,
  • diagnosticar e monitorar problemas de infertilidade feminina,
  • ajudar a avaliar a função da glândula hipófise (ocasionalmente), e
  • triagem de adultos para distúrbios tireoidianos, embora as opiniões dos especialistas variem sobre qual a população que  pode se beneficiar com a triagem e em que idade começar.

O médico pode solicitar um teste de TSH quando uma pessoa apresenta sintomas de hipertireoidismo ou hipotireoidismo ou quando apresenta uma glândula tireoide aumentada.

Sinais e sintomas de hipertireoidismo podem incluir:

  • Aumento da frequência cardíaca
  • Ansiedade
  • Perda de peso
  • Dificuldades para dormir
  • Tremores nas mãos
  • Fraqueza
  • Diarreia (algumas vezes)
  • Sensibilidade à luz, distúrbios visuais
  • Os olhos podem ser afetados: inchaço ao redor, secura, irritação e, em alguns casos, protrusão (tamanho anormal).

Sintomas de hipotireoidismo podem incluir:

  • Ganho de peso
  • Pele seca
  • Constipação
  • Intolerância ao frio
  • Engrossamento da pele
  • Perda de cabelo
  • Fadiga
  • Irregularidade menstrual em mulheres

O TSH pode ser solicitado em intervalos regulares para monitorar a eficácia do tratamento em uma pessoa que está sendo tratada para um distúrbio da tireoide já diagnosticado.

A triagem do TSH é rotineiramente realizada no Brasil em recém-nascidos, como parte do programa de triagem neonatal de cada estado (“Teste do Pezinho”).

Em 2004, a Força Tarefa dos Serviços Preventivos dos EUA (U.S. Preventive Services Task Force) não encontrou evidências suficientes para a recomendação a favor ou contra a triagem de rotina para doença tireoidiana em adultos assintomáticos.  A Associação Americana de Tireoide (The American Thyroid Association) e a Associação Americana de Endocrinologistas Clínicos (American Association of Clinical Endocrinologists) liberaram diretrizes para práticas clínicas em 2012 que recomendaram que a triagem para o hipotireoidismo deveria ser considerada em pacientes com idade acima de 60 anos.

Muitos medicamentos, incluindo a aspirina e a terapia de reposição com hormônio tireoidiano, podem afetar os resultados dos testes de função da glândula tireoide. Seu uso deve ser discutido com o médico e informado ao laboratório antes do exame.

Quando o médico ajusta a dosagem da reposição do hormônio tireoidiano de um paciente,  é importante esperar pelo menos um a dois meses antes de dosar novamente o TSH. Assim, a nova dose irá manifestar o seu efeito integralmente.

O estresse extremo e uma doença aguda também podem afetar os resultados de um teste de TSH. Os resultados também podem ser baixos no primeiro trimestre da gravidez.

Um resultado de TSH elevado com frequência significa uma glândula tireoide hipoativa que não está respondendo adequadamente ao estímulo do TSH devido a algum tipo de disfunção tireoidiana, aguda ou crônica. Raramente, um resultado de TSH elevado pode indicar um problema com a glândula hipófise, como um tumor produtor de níveis desregulados de TSH. Um valor de TSH elevado também pode ocorrer em uma pessoa com distúrbio da tireoide já diagnosticado ou em quem teve sua glândula tireoide removida e está recebendo quantidades muito pequenas de medicamento de hormônio tireoidiano.

Um resultado de TSH diminuído pode indicar glândula tireoide hiperativa (hipertireoidismo) ou quantidades excessivas de medicamento de hormônio tireoidiano em quem está sendo tratado para glândula tireoide hipoativa (ou removida). Raramente, um resultado de TSH baixo pode indicar dano à glândula hipófise que a impede de produzir quantidades adequadas de TSH.

Se aumentado ou diminuído, um resultado de TSH anormal indica excesso ou deficiência na quantidade de hormônio tireoidiano disponível para o corpo, mas não informa sua causa. Um resultado de teste de TSH é geralmente acompanhado ou seguido de exames adicionais para investigar a causa do aumento ou diminuição.

A tabela abaixo resume os resultados dos testes e seus possíveis significados.

TSH T4 T3 INTERPRETAÇÃO
Aumentado Normal Normal Hipotireoidismo leve (subclínico)
Aumentado Diminuído Diminuído ou normal Hipotireoidismo
Diminuído Normal Normal Hipertireoidismo leve (subclínico)
Diminuído Aumentado ou normal Aumentado ou normal Hipertireoidismo
Diminuído Diminuído ou normal Diminuído ou normal

Doença não tireoidiana; hipotireoidismo pituitário raro (secundário)

Produtos relacionados

2x de R$ 11,00
R$ 22,00
Comprar Estoque: Disponível
Sobre a loja

Há 30 anos, o Cepac Medicina Laboratorial atua em parceria com a população, oferecendo exames ágeis, seguros e de qualidade.

Pague com
  • Mercado Pago
Selos
  • Site Seguro

Cepac Medicina Laboraotiral - CNPJ: 22.231.047/0001-07 © Todos os direitos reservados. 2020


Para continuar, informe seu e-mail