HBSAG - ANTÍGENO AUSTRALIA

Código: WSBRUCCV2
2x de R$ 14,30
R$ 28,60
Comprar Estoque: Disponível
    • 1x de R$ 28,60 sem juros
    • 2x de R$ 14,30 sem juros
  • R$ 28,60 Boleto Bancário
* Este prazo de entrega está considerando a disponibilidade do produto + prazo de entrega.

Existem diversos exames para o diagnóstico de hepatite B. Eles detectam anticorpos produzidos em resposta à infecção, antígenosproduzidos pelo vírus ou DNA viral. Grupos diferentes desses exames são usados para diagnóstico e acompanhamento da infecção aguda, ou para detectar infecção crônica ou portadores assintomáticos.

Como os nomes dos exames imunológicos são longos, são empregadas as seguintes siglas:

HBsAg Antígeno de superfície da hepatite B
Anti-HBs Anticorpos contra o HBsAg
Anti-HBc total       Anticorpos totais contra o antígeno c da hepatite B (IgG e IgM)                       
Anti-HBc IgM Anticorpos IgM contra o antígeno c da hepatite B
HBeAg Antígeno e da hepatite B
Anti-HBeAg Anticorpos contra o HBeAg

 A relação abaixo mostra os principais usos dos exames:

  • Para detectar infecção aguda: HBsAg e anti-HBc IgM. Pode ser pesquisado também o HBeAg.

  • Para diagnosticar Hepatite B crônica: HBsAg e carga viral do vírus da hepatite B (HBV). Pode ser pesquisado o HBeAg.

  • Para acompanhar a infecção crônica e seu tratamento: HBsAg, HBeAg, anti-HBs, anti-Hbe e carga viral do HBV

  • Para detectar imunidade ao vírus, adquirida em infecção anterior ou por vacinação: anti-HBs e anti-HBc total

Esses exames são utiizados também em triagem de populações em risco e de doadores de sangue.

Para distinguir diferentes tipos de hepatites agudas virais, podem ser pedidos junto com exames para hepatite A (HAV) e hepatite C (HCV).

A tabela seguinte resume os exames e seus usos:

Teste Descrição Uso
HBsAg Proteína da superfície do vírus; presente no sangue em infecções agudas e crônicas. Para triagem e diagnóstico de infecção aguda ou crônica; primeiro indicador positivo de infecção aguda; indetectável após a recuperação de infecções agudas.
Anti-HBs Anticorpos contra o HBsAg; níveis se elevam durante a recuperação da infecção aguda. Indica exposição anterior ao HBV ou vacinação. Quando negativo, significa que a pessoa não está imunizada e pode precisar de vacinação ou de reforço da vacinação anterior.
Anti-HBc IgM Anticorpos IgM contra o antígeno c do HBV. Este antígeno não é detectado no sangue, mas está presente nas células hepáticas infectadas. Primeiro anticorpo produzido após a infecção; usado para distinguir infecção aguda e crônica.
Anti-HBc total Anticorpos IgM e IgG contra o antígeno c do HBV. Usado com o anti-HBc IgM para distinguir infecção aguda e crônica; ao contrário do anticorpo IgM, o IgG permanece pelo resto da vida.
HBeAg Proteína liberada no sangue quando o vírus está se replicando. Este antígeno só é encontrado no sangue quando o vírus está se replicando. Utilizado como marcador de infectividade e de eficácia do tratamento. Como algumas cepas do HBV, especialmente no Oriente Próximo e na Ásia, não produzem esse antígeno, é preciso tomar cuidado ao interpretar resultados negativos.
Anti-HBe Anticorpos contra o antígeno e do HBV. Persiste no sangue, como o anti-HBs e o anti-HBc total, após recuperação da infecção aguda. Pode ser usado para monitorar o tratamento na infecção crônica.
Carga viral do HBV Mede a quantidade de DNA do HBV no sangue. Para monitorar o tratamento da infecção crônica.

Esses exames detectam o HBV mas não avaliam a função hepática, acompanhada, como em todas as hepatites, por exames como AST (aspartato aminotransferase)ALT (alanina aminotransferase) e gama-glutamil transferase (gama-GT). Em alguns casos, é feita uma biópsia hepática para avaliar o estado do fígado.

Os exames para hepatite B são pedidos quando alguém tem sinais e sintomas de hepatite aguda, para verificar se ela é provocada pelo vírus da hepatite B (HBV). Os principais são:

  • Febre

  • Fadiga

  • Perda do apetite

  • Náuseas, vômitos

  • Dor abdominal

  • Urina escura

  • Fezes claras

  • Icterícia

  • Dores articulares

Alguns exames, como ALT e AST confirmam o diagnóstico de hepatite. Os de hepatite B e outras hepatites identificam o agente causador. Algumas vezes, os sintomas são brandos e podem ser confundidos com os de um resfriado comum. A hepatite B crônica com frequência não causa sintomas, e é detectada por resultados anormais de exames de rotina.

A pesquisa do HBsAg é feita em triagens de categorias de risco de hepatite B, como:

  • Profissionais de saúde não vacinados para Hepatite B

  • Pessoas não vacinadas que estiveram em área endêmicas de hepatite B

  • Homens que praticam sexo com homens

  • Pessoas com enzimas hepáticas (AST e ALT) elevadas sem uma causa conhecida

  • Candidatos a tratamento imunossupressor

  • Mulheres grávidas não vacinadas

  • Pessoas em contato íntimo com indivíduos infectados

  • Infectados com o HIV

Pessoas com infecção crônica pelo HBV fazem exames periódicos para acompanhar a evolução da doença e a resposta ao tratamento. A carga viral do HBV é o exame preferido para avaliar a resposta ao tratamento.

O HBsAg é pesquisado em todas as doações de sangue.

Os exames para Hepatite B em geral são pedidos em combinações co outros, dependendo da razão do pedido.

A tabela abaixo resume a interpretação dos resultados mais comuns.

HBsAg Anti-HBs Anti-HBc IgM Anti-HBc total HBeAg* Anti-HBe Interpretação
Negativo Negativo   Negativo     Sem contato anterior com o vírus, candidato à vacinação. Pode estar no período de incubação da infecção.
Positivo Negativo Negativo Negativo Positivo Negativo Infecção inicial.
Positivo Negativo Positivo ou negativo Positivo ou negativo Positivo Negativo Infecção aguda, em geral com sintomas.
Positivo Negativo Positivo Positivo Negativo* Positivo Infecção aguda avançada.
Negativo Negativo Positivo Positivo Negativo* Positivo Convalescença da infecção aguda.
Negativo Positivo Negativo Positivo Negativo Positivo Imunidade após o fim da infecção aguda.
Positivo Negativo Negativo Positivo Positivo Negativo Infecção crônica ativa; provável lesão hepática.
Positivo Negativo Negativo Positivo Negativo* Positivo Portador assintomático
Negativo Positivo   Negativo     Imunidade após vacinação.

*Nota: Algumas cepas de HBV, especialmente no Oriente próximo e na Ásia, não produzem o antígeno e. Resultados negativos devem ser interpretados com cuidado porque podem significar que o antígeno não está presente ou que a pessoa está infectada com uma cepa não produtora do antígeno.

Carga viral da Hepatite B

Esse exame mede a quantidade de vírus presente no sangue, expressa em unidades internacionais por mililitro. Cargas virais altas indicam replicação do vírus, que a infecção pode ser transmitida e que há risco de lesão hepática.

Resultados abaixo do limite inferior do método sugerem que não há infecção ou que a quantidade de vírus é pequena e, provavelmente, a doença não pode ser transmitida, ou que o tratamento foi eficaz.

Mesmo quando não há sintomas, a hepatite B pode lesar o fígado e ser transmitida para outras pessoas. Por isso, é importante examinar qualquer individuo que foi exposto ao vírus.

O vírus da hepatite D (HDV) causa infecção hepática somente quando existe infecção pelo da hepatite B. A infecção pelos dois vírus pode ser simultânea (coinfecção) ou sucessiva, com a hepatite B precedendo a hepatite D (superinfecção). Não há vacina para a hepatite D, mas, como ela só causa infecção em presença da hepatite B, é evitada pela vacina contra esta última doença.

 
2x de R$ 14,30
R$ 28,60
Comprar Estoque: Disponível
Sobre a loja

Há 30 anos, o Cepac Medicina Laboratorial atua em parceria com a população, oferecendo exames ágeis, seguros e de qualidade.

Pague com
  • Mercado Pago
Selos
  • Site Seguro

Cepac Medicina Laboraotiral - CNPJ: 22.231.047/0001-07 © Todos os direitos reservados. 2020


Para continuar, informe seu e-mail